No dia de ontem acordei e voltei a ouvir falar de polémicas à volta do Premio Nóbel da Literatura Português: José Saramago.
Mais uma vez...... desta feita, no meu ponto de vista, a questão não está no teor do livro que escreveu o autor mas sim nos comentários que fez aquando da apresentação do mesmo. Que ele critique a religião católica é um direito seu e só compra o livro quem quer; agora que venha pôr em causa as crenças de cada uma das pessoas, então já estamos a falar de outra coisa! Quem pensa que é o autor para vir ofender as crenças de cada um? Que eu saiba vivemos num país livre e como tal tenho o direito de pensar o que quiser mas isso não obriga os outros a pensarem como eu! Eu sou católica, não praticante, é verdade, mas os ensinamentos estão na base da minha formação como pessoa e não admito que alguem venha colocar em causa o que eu acredito ou não.
Para José Saramago a Biblia não passa de um livro velho cheio de mentiras...... e o livro dele? talvez um livro novo cheio de mentiras? qual é a diferença ? nenhuma, apenas duas formas de ver a mesma questão.
A Biblia é um livro com muito significado quer para a Religião Católica quer para outras, como a Religião Muçulmana, mas como todo o livro tem que ser situado no tempo em que foi escrito e no tempo a que se reporta (pois todos saberão que os factos relatados neste nem sempre foram presenciados por quem os descrevia). A Biblia é um livro histórico mas também é um livro religioso e filosófico e como tal deverá ser interpretado, adaptado à actual realidade e à evolução dos tempos (ao contrário do que faz a Religião Mulçumana que pretende continuar a aplicar o AlCorão como se nada tivesse mudado!).
Realmente tenho muita pena que José Saramago (de quem eu não sou apreciadora como escritor e cada vez menos como pessoa) não goste de ser português e ache que este país não presta para nada. Mas se calhar seria melhor o senhor requerer a cidadania noutro país e renunciasse à cidadania portuguesa e, por mim, até pudia levar o Premio Nobel para onde fosse. Mais vale pobre mas limpinhos!! Sempre ouvi esta frase, por isso digo que mais vale não ter Premios Nobel portugueses do que portugueses que andem a dizer mal do seu pais e não contribuam para nada para a melhora deste!
Como disse hoje o eurodeputado social-democrata Mário David, segundo informações da LUSA, talvez fosse melhor o" escritor José Saramago a renunciar à cidadania portuguesa" e como ele também escreveu hoje "José Saramago há uns anos, fez a ameaça de renunciar à cidadania portuguesa. Na altura, pensei quão ignóbil era esta atitude. Hoje, peço-lhe que a concretize... E depressa! Tenho vergonha de o ter como compatriota! Ou julga que, a coberto da liberdade de expressão, se lhe aceitam todas as imbecilidades e impropérios?"
Independentemente do quadrante politico do eurodeputado, concordo plenamente com este. Se não gosta não o posso obrigar mas não ande a dizer mal de quem vive neste país e continua a investir e a trabalhar para este, assim Sr José Saramago, vá viver e seja cidadão do país que entenda dar-lhe melhor qualidade de vida e deixe de ofender os portugueses!
publicado por lunamargarida às 19:22